sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

A Liberdade não Morre!



Para Benazir Bhutto


Bem via em seu rosto uma promessa
de dignidade e alegria a seu povo.
Bem ouvia sua voz gritada de mãe,
a liberdade a sua direita.
Bem queria sua volta pra cidade.

Chorei quando você saiu,
briguei por sua volta.
E você esteve, mais uma vez, entre nós.

Lenço sobre o cabelo, colar de flores
pelas ruas de Karachi e Islamabad.
Seu perfume embriaga nosso sentido
e nos indica o rumo certo para juntos
vivermos unidos sob o crescente,
sob as estrelas, sob nossa bandeira.

Benazir não morreu, seu ideal só cresceu.
Agora junto a Allah ela olhará por todos nós...
do Paquistão, do Brasil, do mundo.
Como queria ouvir sua voz na ONU,
como queria lhe ver de pronto
na posse da república.
Mas agora, você sai da terra dos homens
e se torna presidenta eterna
da liberdade dos corações.

4 comentários:

Mariana disse...

Que lindo!Esse emocionou.Ah!A foto que vc escolheu é linda!

Sabóia disse...

Cara, cê tá de parabns plo seu Blog. Ser poerrrrista é ser diferent, como est comentário. Quem nos entnd? Nós mesmos. Concordo com a Mari, e vou além, todas as fotos estão bm escolhidas. Falou.

saboia disse...

Cara, seu blog tá legal. Ser poerrrrrista, é ser diferent, como est comentário, concordo com a Mari, e vou além, todas as fotos foram bm scolhidas. As poesias, nem se fala. Um grand abraço.

Flávia disse...

Nossa...muito boa!!!Realmente vc está no caminho certo!!!!