sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

São Paulo 454, nas duas direções.

454 para direita, 454 para a esquerda.
Este número é a cara de São Paulo, uma cidade de mão dupla onde os opostos convivem:
A cultura do MASP e as mãos gatunas dum cozinheiro.
A riqueza do Shopping Iguatemi e a popularidade do Aricanduva.
A música da sala São Paulo e o batidão ilegal da periferia.
As empresas de marketing e a ausência de outdoors.
O grito de liberdade no Iprianga e a escravidão de bolivianos no Bom Retiro.
São Paulo é isso aí, um lugar para todos e para ninguém, um lugar com vocação e convocação de riqueza e de pobreza, de civilização e de babárie, de paz e de guerra, de sol e de chuva, de ricos e pobres.
O metrô sobe a bolsa desce, a igreja enche o milagre acontece.
Temos a cozinha de todo mundo e a fome de todas as bocas, temos o 'Ibira' central park e a falta de lazer do Real parque. Temos parada o ano inteiro, seja gay, seja de motoboy. E como não poderia deixar de ser temos a atração mais importante de uma grande cidade: o TRÂNSITO.
Seja no ar, seja na terra está tudo sempre engarrafado:
A estação de trem, a fila do banco, a boca do caixa, o vestibular, as salas de show, as salas de aula, a praça do shopping a praia de Santos.
Apesar de tudo isso o paulistano não vive fora de São Paulo, seu habitat natural. E isso é tão verdade que quando ele vai pro interior fica intoxicado com o excesso de oxigênio

Parabéns São Paulo!

2 comentários:

raizdecem disse...

Olá, Boas Novas.
Parabéns pelo excelente blog que tens aqui.
Foi por acaso, visitando comunidades do orkut que vi o endereço dele num perfil que acredito ser o seu. Gostei bastante e penso que seria importante divulgá-lo mais.
Que tal uma parceria? Venha visitar nossos blogs poéticos e se estiver interessado nos diga ok.
Um abraço!

Mari :) disse...

É festa!E ela se veste de brilho e luz!Majestosa, contudo anda descalça...É, Lucas, nada melhor que a poesia para homenagiá-la!São Paulo cidade onde os opostos se separam,mas não deixam de viver de baixo do mesmo teto!

Ah!Quase esqueci!Divertida e até mesmo linda essa poesia!Parabés, Lucas!Parabés São Paulo!que o Eterno olhe por vocês!